Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Aluno > IFG > Últimas notícias > Alunos do FIC de Produção de Texto alcançam notas muito acima da média na Redação do Enem
Início do conteúdo da página
Extensão

Alunos do FIC de Produção de Texto alcançam notas muito acima da média na Redação do Enem

 Dos 32 alunos matriculados no curso, 26 tiveram notas acima de 700 na Redação e, entre eles, 13 alcançaram notas a partir de 800 pontos

 

O chamado "espelho das redações" do Exame Nacional do Ensino Médio 2017 (Enem) será divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apenas no dia 19 de março. No "espelho", que é a cópia digitalizada do texto escrito pelos candidatos na prova, os estudantes podem ver a nota e a justificativa atribuída pelos corretores a cada uma das cinco competências avaliadas na redação.

No Enem 2017, a nota média da redação foi de 558 pontos. Mas a turma do curso FIC (Formação Inicial e Continuada) de Redação e Interpretação de Texto do IFG-Câmpus Inhumas teve um resultado muito superior: dos 32 alunos matriculados, 26 tiveram notas acima de 700 pontos e, entre eles, 13 estudantes alcançaram notas a partir de 800 pontos. 

O curso é uma ação de extensão proposta e ministrada, entre março e novembro do ano passado, pelo professor de Língua Portuguesa/Inglês Daniel Aldo Soares. O aluno Rafael Caetano da Silva Santana, 17 anos, obteve 980 pontos na redação do Enem 2017. "Qualquer um que siga o método de ensino do professor Daniel, conseguirá ótimos resultados. Desde o início eu aderi às orientações dele e deu muito certo. Valeu demais fazer o FIC, porque eu não poderia ter um lugar melhor para fazer essa específica de Redação", comemora. Segundo o estudante, as aulas mudaram sua forma de escrever. "O professor mostrou a importância de saber ler corretamente um texto, para depois conseguir escrever bem. Além das citações, que são muito relevantes na construção da redação, é necessário ter conhecimento de outros textos variados", explica.

O aluno Felipe Silveira Chaves, 18 anos, que alcançou 920 pontos na redação do Enem, afirma que o FIC foi até mais importante que as aulas convencionais do colégio onde estuda. "Foi uma oportunidade excelente. Fiz a prova de redação muito confiante e o resultado foi uma nota alta", destaca. 

Confiança

De acordo com o professor Daniel, os alunos aprenderam a estrutura do texto cobrado no Enem e isso aumentou a confiança dos candidatos. "Procuro passar para eles o olhar do leitor, ou seja, neste caso, o olhar do corretor da prova", explica. Ele lembra que a redação de cada aluno no Enem é corrigida por, pelo menos, dois corretores. A nota que é enviada aos alunos corresponde à média aritmética resultante das notas dadas por cada corretor. "Dessa forma, ao observarmos a nota do aluno Rafael Caetano, que alcançou 980 pontos, percebemos que é o resultado da média aritmética das notas 1.000 e 960."

Durante as aulas, segundo Daniel, ficou claro que o estudante deve ser crítico em relação ao que escreve e também deve conhecer as competências que serão avaliadas na prova. "Fizemos um trabalho intenso de leitura para que o aluno tivesse argumentos mais sólidos e consistentes na hora do Enem", afirma.  Em 2017, o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio foi "Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil".   

 

Assunto(s): FIC

Notícias (Aluno)

Fim do conteúdo da página