Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Estágio

Estudantes do terceiro ano de Vigilância em Saúde iniciam estágio

Criado: Terça, 18 de Julho de 2017, 17h59 | Última atualização em Terça, 08 de Agosto de 2017, 14h38

As atividades são realizadas no Núcleo de Vigilância Epidemiológica e em UBS's de Águas Lindas

O estágio dos alunos do terceiro ano de Vigilância em Saúde teve início, no começo de julho desde ano, com ações desenvolvidas no Núcleo de Vigilância Epidemiológica de Águas Lindas, bem como no setor de combate a endemias e em Unidades Básicas de Saúde (UBS's), onde atuam com foco na saúde da família.

“Esse momento é de suma importância na formação acadêmica dos estudantes de Vigilância em Saúde, num momento em que eles vão poder fazer uma reflexão de como o Sistema Único de Saúde (SUS) funciona e poderão colocar na prática os conteúdos que aprenderam ao longo de suas trajetórias acadêmicas no Instituto”, explica o professor Joaquim Pedro, coordenador do curso e um dos orientadores do estágio, juntamente com as professoras Patrícia Nunes e Monaíse Madalena.

“No meu estágio mexemos mais com prontuários, lidando com o cadastro dos pacientes e vendo que problemas eles têm”, esclarece Gabrielly Christiny, que realiza estágio numa Unidade Básica de Saúde. A aluna ainda explica que a atividade de estágio é importante para um melhor conhecimento da área de atuação.

“No momento que os alunos são inseridos nesses campos de estágio, diminui um pouco a ansiedade deles em relação ao que eles podem fazer, de como podem contribuir como Técnicos de Vigilância em Saúde”, destaca a professora Monaíse Madalena, ressaltando que os estagiários são beneficiados em um aspecto formativo, como também o SUS é contemplado pelas práticas de futuros Técnicos de Vigilância em Saúde.

O professor Joaquim Pedro ainda enfatiza que o estágio é um momento relevante para o IFG Câmpus Águas Lindas, principalmente como forma de expor seus cursos à rede de saúde de Águas Lindas: “temos um déficit muito grande de formação de profissionais de saúde que trabalhem com a Vigilância em Saúde e entendam a importância desse campo de atuação para a saúde pública brasileira”, finaliza.

Comunicação Social / Câmpus Águas Lindas

Fim do conteúdo da página