Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeitesth

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
Câmpus Aparecida de Goiânia

Coletivos Artísticos recebem Prêmio Cultura Viva

Os grupos premiados recebem recursos para continuidade de seus trabalhos

  • Criado: Sexta, 24 de Maio de 2019, 15h21
  • Última atualização em Terça, 11 de Junho de 2019, 21h21
imagem sem descrição.

Dois coletivos artísticos do IFG - Campus Aparecida de Goiânia foram laureados com  prêmios concedidos pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio de uma parceria com o extinto Ministério da Cultura do Governo Federal. O reconhecimento é parte da chamada Política Nacional de Cultura Viva. O Grupo Corpo Composto e o Coletivo Camaleão são formados por alunos e ex-alunos do Câmpus Aparecida de Goiânia, tanto do Ensino Médio quanto do curso superior de Licenciatura em Dança. 

O prêmio tem o propósito de reconhecer ações de formação, intercâmbio, participação social, mobilização em rede, informação, promoção e comunicação, realizados por entidades e coletivos que atuem no município de Aparecida de Goiânia, e que desenvolvam atividades culturais em suas comunidades.

 

O IFG e as artes

O Instituto Federal de Goiás tem uma longa história ligada à produção artística de nosso estado. Desde a antiga Escola Técnica Federal de Goiás, núcleos culturais nascem por iniciativa tanto de professores ligados às linguagens da música, do teatro, da dança, do cinema, das artes visuais, da literatura, quanto por iniciativa dos próprios estudantes. Muitos artistas individuais renomados e grupos reconhecidos no cenário nacional e internacional nasceram de uma relação com esta instituição, que sempre valorizou e incentivou o espaço da fruição artística como um aspecto necessário à formação integral de nossos alunos. No Instituto, a arte é, em si, educação. Tanto que bienalmente ocorre, de forma perene um Festival de Artes que já está em sua décima quarta edição, e que reúne tanto artistas convidados quanto a produção de alunos e docentes. 

Quando o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia foi expandido e interiorizado, esse crescimento também gerou mais produção cultural e artística nos lugares onde se instalou. Esse é o caso dos câmpus do Instituto Federal de Goiás em Aparecida de Goiânia. Os coletivos premiados neste início de ano provam que a arte cria oportunidades de ação, de trabalho, de crescimento e amadurecimento social, e que os municípios precisam se preocupar com isso, garantindo um progresso sustentável de toda as sociedade

 

Os coletivos premiados

 O Corpo Composto é um grupo de pesquisa artística fundado em 2016 no IFG - campus Aparecida de Goiânia, cujo trabalho e desejo, e cuja ação giram em torno da investigação corporal e cênica de adolescentes como propositores de danças que falem sobre o espaço escolar, o processo de adolescer e tudo que afeta esses indivíduos. A ideia é iniciar novos jovens à cena artística aparecidense. Atualmente cerca de 32 estudantes fazem parte do núcleo. 

Com dois espetáculos em circulação (AdoleSendo e “Q”, este último com direção do espanhol António Gomez da Cia Inestable 21), o trabalho tem a coordenação dos professores de Dança e de Artes do Câmpus Aparecida de Goiânia do IFG. O Corpo Composto tem se apresentado em diversas partes do município (como no Ponto de Cultura Cidade Livre e escolas estaduais e municipais), do estado (como na UEG, no Festival de Artes de Goiás, Festival de Arte para Infância e Juventude –Razões para Sonhar, em Anápolis), do país (como em Belo Horizonte, no Festival Nacional de Teatro Estudantil) e até internacionalmente (como o Festival Mundial de Teatro Vamos que Venimos, em Buenos Aires/Argentina).

 

 

Já o Coletivo Camaleão, também formado em 2016, é integrado por um aluno do Ensino Médio do IFG, Odilon Moreira, que também atua no Corpo Composto, e por Millena Melo e Lahys Gabryella, ambas discentes do curso de Licenciatura em Dança do IFG e com trajetórias que se iniciaram muito cedo no mundo das artes. A proposta do Coletivo Camaleão é principalmente a criação artística, para difusão da dança contemporânea no município de Aparecida de Goiânia.

 

 

Para conhecer mais o trabalho do Corpo Composto, acesse a página do Grupo no Facebook.

Para conhecer mais o trabalho do Coletivo Camaleão, acesse a página do grupo no Facebook.

Para saber mais sobre o Prêmio Cultura Viva, acesse a página do Prêmio.

 

 Coordenação de Comunicação Social e Eventos / Câmpus Aparecida de Goiânia.

 

Fim do conteúdo da página