Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial
Início do conteúdo da página
EXTENSÃO

Câmpus Valparaíso monta sistema integrado para cultivo de horta

Criado: Quarta, 19 de Dezembro de 2018, 19h20 | Última atualização em Quinta, 20 de Dezembro de 2018, 08h47

O projeto foi financiado pelo Núcleo de Agroecologia e Sistemas Produtivos Orgânicos do IFG Câmpus Valparaíso (Naspo)

Implantação do sistema PAIS no Câmpus Valparaíso
Implantação do sistema PAIS no Câmpus Valparaíso

 Quem chegar a partir desta quarta-feira,19, no Instituto Federal de Goiás (IFG) Câmpus Valparaíso vai poder ver um sistema diferente e autossuficiente de plantação: o PAIS- Produção Agroecológica Integrada e Sustentável. Funciona assim: um canteiro em forma de círculo (formato mandala) e um galinheiro no centro com direito a uma área anexa de pastagem. Sobre o PAIS, o presidente da Cooperativa CoopIndaiá, Luciano Andrade, explica: “Tem uma integração entre a horta e os animais”.

 

Os restos das culturas produzidas na horta servem para as galinhas se alimentarem. Por sua vez, o esterco da galinha mais a matéria morta e resto de roçagem se juntam para formar adubo para as plantas.

 

Luciano que já ajudou a implantar mais de 500 PAIS como técnico da Fundação Banco do Brasil e cerca de 50, como chefe da cooperativa; esteve presente com sua equipe para montar este espaço no Câmpus Valparaíso. O projeto foi financiado pelo Núcleo de Agroecologia e Sistemas Produtivos Orgânicos do IFG Câmpus Valparaíso (Naspo) e tem atuação conjunta com o curso de extensão “Construção de Hortas Suspensas com Materiais Recicláveis (160h)”.

 

O espaço PAIS no Câmpus Valparaíso

O sistema que começou a ser construído no dia 17 de dezembro foi finalizado nesta terça-feira,18 de dezembro. Entre as plantas, é possível encontrar as medicinais, as hortaliças, as leguminosas e as tuberculosas. Em um mesmo canteiro, espécies diferentes são plantadas, o objetivo: "enganar os parasitas", como explica o professor de biologia do Câmpus Valparaíso Lucivânio Oliveira.

 

No espaço criado, um sistema automático para guinchar água duas vezes ao dia foi instalado. A cada 30 dias, o local estará pronto para colheita. Sobre o projeto, o professor Lucivânio destaca: “Trabalhar a questão da sustentabilidade porque vamos produzir material orgânico”. Entre as ideias para potencializar a iniciativa, está a de comercializar os recursos cultivados para o restaurante do Câmpus e na feira de produtores da região.

 

Lucivânio também explica que para os interessados da comunidade que queiram entender o sistema PAIS, o Câmpus irá funcionar como uma fonte de conhecimento: “ A gente vai atuar como multiplicador do programa”, conta o professor.

 

Aluna do curso de "Construção de Hortas Suspensas" Leila Aparecida esteve presente no primeiro dia da criação do canteiro no Câmpus, ajudando na plantação. Sobre a participação na ação, fala: “Eu acho que as pessoas precisam viver mais em comunhão com a natureza”.

 

 

Achou legal esta iniciativa? Veja mais fotos em: www.facebook.com/ifgvalparaiso

 

 

 

 

Coordenação de Comunicação Social/Câmpus Valparaíso

Fim do conteúdo da página