Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate - Tradução do site

ptenfrdeites

Opções de acessibilidade

Você está aqui: Página inicial > Servidor > IFG > Últimas notícias > Onze cursos do Câmpus Goiânia são avaliados e a Engenharia Civil conquista nota máxima
Início do conteúdo da página
Enade 2017

Onze cursos do Câmpus Goiânia são avaliados e a Engenharia Civil conquista nota máxima

O resultado do exame foi divulgado pelo Inep/MEC no último dia 9 de outubro

Ilustração sobre o Enade 2017
No Enade 2017, participaram da avaliação discentes concluintes de 11 cursos de graduação do Câmpus Goiânia.

Os resultados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017, divulgados no dia 9 de outubro pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e Ministério da Educação (MEC), apresentam os conceitos da avaliação de 11 cursos de graduação ofertados no Instituto Federal de Goiás (IFG) – Câmpus Goiânia. No exame realizado no ano passado, participaram ao todo 264 alunos das licenciaturas em Matemática, Física, História, Música, os bacharelados em Química, Sistemas de Informação, e as Engenharias Civil, Elétrica, de Controle e Automação, Mecânica e Ambiental e Sanitária do câmpus. Dentre os indicadores avaliados no exame, destaca-se o desempenho da Engenharia Civil, que conquistou o conceito máximo (nota 5) no Enade.

Consulte aqui o resultado do conceito Enade 2017 para os cursos superiores do Câmpus Goiânia

 

O Enade é um dos instrumentos utilizados para avaliação da instituição de ensino superior e do curso do estudante. O exame avalia o desempenho dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos que se propõem a ensinar e às habilidades e às competências desenvolvidas pelo estudante durante sua formação. É ainda um componente curricular obrigatório aos alunos concluintes dos cursos superiores a serem avaliados a cada edição do exame. Os resultados do conceito Enade são apresentados numa escala, que varia de 1 a 5.

No resultado do Enade 2017, o curso de Engenharia Civil conquistou o maior conceito na avaliação, com nota 5 no exame. Para a coordenadora do curso de Engenharia Civil do Câmpus Goiânia, professora Matilde Batista Melo, o resultado é fruto do trabalho desenvolvido por todo o colegiado do curso, que congrega professores, alunos e técnicos-administrativos. O curso de Engenharia Civil, no Câmpus Goiânia, foi criado em 2012 e essa foi a primeira turma a ser avaliada no exame. “Todo colegiado do curso manifestou grande satisfação com o resultado do desempenho do curso no seu primeiro processo avaliativo, que inclui a nota dos discentes. Esse curso iniciou com ‘chave de ouro’ e tem muito a apresentar a sociedade”, destaca a professora.

Na sequência de cursos de graduação que participaram do exame no ano passado, foram bem avaliados também no Enade 2017 os seguintes cursos: Engenharia Ambiental e Sanitária (nota 4); Engenharia Mecânica (nota 4); Engenharia Elétrica (nota 4); Sistemas de Informação (nota 4); História (nota 4); Matemática (nota 3); Física (nota 3); Química (nota 3); Licenciatura em Música (nota 2); Engenharia de Controle e Automação (nota 2).

A diretora-geral do Câmpus Goiânia, professora Maria de Lourdes Magalhães, considera os resultados positivos da avaliação do Enade 2017 como reflexos do trabalho em conjunto de servidores e alunos. “Essas notas mostram o empenho dos nossos professores, dos nossos alunos numa Instituição de qualidade. Isso mostra para a comunidade que aqui se formam bons profissionais. Esse empenho está vinculado a participação de todos, dos servidores e de todas as pessoas envolvidas na concepção desses resultados. Então, quando um é nota 5, na realidade, todos nós somos nota 5, cada um está fazendo a sua parte, seja na parte administrativa, acadêmica. Essa construção tem que ser coletiva mesmo, temos que trabalhar em conjunto”.

Além do conceito Enade, o Inep/MEC divulgou também os resultados do Indicador de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado (IDD). O IDD busca mensurar o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes, considerando seus desempenhos no Enade e no Enem.

No mês de novembro, o Inep/MEC divulgará também outros dois indicadores: o Conceito Preliminar de Curso (CPC) e o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC). Esses dois, também derivados dos resultados do Enade e de outros instrumentos, são utilizados pelo MEC para regulação dos cursos superiores e das instituições de ensino superior.

 


Coordenação de Comunicação Social do Câmpus Goiânia

 

Notícias (Servidor)

Fim do conteúdo da página